Comunicado de Imprensa

3 Protótipos para Hannover 2000

31 de Março de 2000



1 de Abril, Sábado, 15 horas


 

Que têm em comum "As caras mentem!", "Delfim, o catamaran" e "Uma cadeira de vidro?". Não são nomes de peças de teatro ou de filmes a estrear. São todos resultados da investigação científica feita por portugueses, e que irão estar no Pavilhão de Portugal, em Hannover, na Exposição Universal de 2000, sob a forma de protótipos.

 

Um projecto de manipulação de imagens de faces humanas, representável através de fórmulas matemáticas; um veículo robótico que executa missões no mar sem intervenção directa de operadores humanos; uma cadeira feita em vidro, que desafia as leis da resistência e da tensão em materiais. Todos eles em pré-apresentação pública no Pavilhão do Conhecimento, no Parque das Nações, em Lisboa, numa iniciativa do Ministério da Ciência e da Tecnologia.

Ali ficarão durante o mês de Abril, para poderem ser apreciados pelos portugueses, antes de seguirem viagem para Hannover e serem mostrados na Exposição Universal do Ano 2000, subordinada ao tema "Humanidade-Natureza-Tecnologia".

 

Estes objectos de ciência e tecnologia serão um dos contributos para a Programação do Pavilhão de Portugal da EXPO2000. A inauguração desta mostra, que tem lugar sábado, 1 de Abril, às 15 horas, conta com a presença do Ministro da Ciência e da Tecnologia e dos autores dos projectos.

 

Os 3 protótipos para Hannover


As caras Mentem!

"As caras mentem" é um projecto de manipulação de imagens de faces humanas, representável através de fórmulas matemáticas. Com uma só imagem é possível manipular a sua representação matemática de modo a produzir expressões que o próprio nunca mostrou.

Desenvolvido no Instituto de Sistemas e Robótica do Instituto Superior Técnico por João Paulo Costeiro, João Lourenço Maciel, Jorge Salvador Marques e Jacinto Nascimento.


Delfim - O Catamaran

O veículo robótico DELFIM executa missões no mar sem a intervenção directa de operadores humanos. Pode seguir rotas desejadas em modo completamente automático e recolher dados marinhos que transmite para um navio de apoio ou para um centro de controlo de operações instalado em terra.

Desenvolvido no Instituto de Sistemas e Robótica do Instituto Superior Técnico, por uma equipa coordenada por António Pascoal, Paulo Oliveira e Carlos Silvestre, com a colaboração de Luís Sebastião, Manuel Rufino e João Alves.

Testado em colaboração com o Instituto do Mar - Departamento de Oceanografia e Pescas da Universidade dos Açores e o Instituto Hidrográfico.


Uma cadeira de vidro

Não é uma simples cadeira. O projecto e construção de uma cadeira de vidro é o exemplo de um trabalho em rede envolvendo estudantes de diferentes áreas de engenharia e arquitectura. Envolveu a utilização de novas tecnologias de comunicação e de projecto colaborativo, de forma a integrar um conjunto específico de requisitos de segurança e de conhecimentos na sua produção.

Adicionalmente, envolveu a concepção de formas livres, promovendo a criatividade e o desenvolvimento de novas competências de natureza multidisciplinar. Desenvolvido por alunos de Engenharia Mecânica do Instituto Superior Técnico (IST), do Centro de Estudos em Inovação, Tecnologia e Políticas de Desenvolvimento, e de Engenharia Civil do Instituto para a Construção, em colaboração com alunos da disciplina de "Free-Form Design" do Departamento do Massachusets Institute of Technology (MIT), Boston, EUA.

A fabricação dos suportes e o desenvolvimento dos moldes foram apoiados por investigadores da Agiltec, tendo a cadeira sido fabricada na Infusão Lda, Marinha Grande. Coordenação de Manuel Heitor (IST), João Bento (IST) e José Duarte (MIT).

 

MCT, 31 de Março de 2000

O Pavilhão do Conhecimento é membro de:

rede logo
ecsite logo
eusea logo
astc logo
icom logo
turismo logo


Newsletter


Concordo com a politica de privacidade e de tratamento de dados pessoais
Inscreva-se Inscreva-se