Construtoras de Futuros · Dia Internacional das Mulheres

dia internacional das mulheres 2020

Construtoras de Futuros

A Ciência Viva associa-se à Ministra de Estado e da Presidência, ao Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e à Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade para assinalar e promover o debate sobre a participação das mulheres na ciência, engenharias e tecnologias e para inspirar as novas gerações para percursos académicos e profissionais nestas áreas.


8 Março 2020
Entrada livre*

*Não inclui acesso à área expositiva. 

 

 

P R O G R A M A


 

12.00 - 12.15 · Sessão de Abertura

Átrio do Pavilhão do Conhecimento

Boas vindas, por Rosalia Vargas, Presidente da Ciência Viva
Intervenção de Rosa Monteiro, Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade 

  

12.15 - 16.00 · Engenheiras em acção

Mini-hackathon
Garagem do Pavilhão do Conhecimento

Vamos pôr à prova a sua imaginação, engenho e criatividade, construindo artefactos a partir de tralha tecnológica. A garagem do Pavilhão do Conhecimento será transformada numa oficina de velhos equipamentos eléctricos e electrónicos que podem ser recuperados, transformados em novos objectos ou simplesmente ganhar novas funcionalidades. Os melhores projectos serão premiados.

Estiveram presentes seis equipas do Agrupamento de Escolas de Santa Iria de Azóia, Escola EB 2,3 de Vialonga, Agrupamento de Escolas de Azambuja, Casa Pia Lisboa e Externato Cooperativo da Benedita.

Com o apoio da ERP Portugal – Entidade Gestora de Resíduos


16.00 - 17.30 · Mulheres Construtoras de Futuros

Café de Ciência
Átrio do Pavilhão do Conhecimento

Como promover uma maior participação das mulheres nas engenharias e tecnologias?
Debate em formato de café de ciência com a participação de mulheres cientistas, políticas, engenheiras ou empresárias. 


Intervenções convidadas:

· Arlindo Oliveira, Instituto Superior Técnico
· Elsa Henriques, Administradora Executiva da FLAD
· Elvira Fortunato, Directora do CENIMAT
· Luísa Ribeiro Lopes, Presidente do Conselho Directivo da Associação DNS.PT
· Nádia Cruz · Communication and Marketing Manager, Natixis
· Susana Sargento, Universidade de Aveiro e Diretora do Programa Carnegie Mellon Portugal
· Teresa Ferreira, Directora para a área do Espaço da GMV
· Virgínia Ferreira, CES e Presidente da APEM - Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres

Moderador: Reginaldo Almeida, Universidade Autónoma de Lisboa e programa Falar Global

 

17.30 - 17.45 · Entrega dos prémios do desafio Engenheiras em Acção

Átrio do Pavilhão do Conhecimento

Intervenção de Rosa Monteiro, Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade 

 

17.45 - 18.00 · Sessão de Encerramento

Átrio do Pavilhão do Conhecimento

Intervenções:
Manuel Heitor, Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior
Mariana Vieira da Silva, Ministra de Estado e da Presidência

 



11.00 - 18.00 · Balcão de Recrutamento

Durante este dia a Ciência Viva terá disponível um balcão de recrutamento para entrevistar candidatas e candidatos a integrar as equipas da área técnica (TIC e engenharia) do Pavilhão do Conhecimento e incentivar a participação das mulheres nas carreiras acima referidas.

Para os interessados no nosso Balcão de Recrutamento:
Traga o seu CV impresso ou então envie-nos por email até Domingo - 8 Março - às 11h00.

 

Rede Nacional de Centros Ciência Viva

Rede Nacional de Centros Ciência Viva será mobilizada para desenvolver acções que integrem este programa especialmente dedicado às mulheres, dando visibilidade a cientistas e engenheiras que têm contribuído para que Portugal seja um dos países líderes europeus relativamente à participação feminina na ciência e engenharia.

 



DIVULGAÇÃO MEDIA
 

Download · Programa completo (PDF)

 


  

N Ú M E R O S

 

Estamos bem

Portugal é um dos cinco países europeus com mais mulheres nas áreas da ciência e engenharia. Segundo dados do Eurostat, em 2018, metade dos cientistas e engenheiros em Portugal eram mulheres, um valor superior à média da União Europeia (41%). Portugal é também o país da OCDE com maior percentagem de mulheres em cursos superiores nas áreas científicas (57%), superando a média desta organização de países, que é de 39%.

Se na generalidade das ciências e na matemática a proporção de mulheres é elevada, nas engenharias e nas tecnologias de informação e comunicação (TIC) a desigualdade de géneros ainda é significativa, estando as mulheres sub-representadas nas universidades e nas empresas, em particular nos cargos de topo. Em Portugal apenas 30% dos dirigentes de instituições de ensino superior e 28% dos investigadores em empresas são mulheres, segundo dados do Inquérito ao Potencial Científico e Tecnológico Nacional (2018).

 

Temos de melhorar

Actualmente, as mulheres representam duas em cada dez profissionais das TIC em Portugal, sendo que essa proporção diminuiu de 17,1% em 2005 para 14,7% em 2018, acompanhando uma tendência que se verifica também na Europa. Relativamente à formação, de acordo com dados da Pordata, as raparigas representam 19,7% dos estudantes que em 2018 ingressaram pela primeira vez em cursos superiores na área das TIC e 20,8% dos que concluíram os cursos nestas áreas.

 Quanto às expectativas de vir a trabalhar em TIC, uma área com grande potencial de empregabilidade e de importância estratégica para desenvolvimento económico e social, observam-se também desigualdades consideráveis entre rapazes e raparigas adolescentes. O estudo do European Institute for Gender Equality, de 2018, Women and Men in ICT: A Chance for Better Work-Life Balance, indica que entre as jovens portuguesas essa expectativa é de 0,2%, uma das mais baixas da União Europeia.

Conforme destaca o relatório She Figures, 2018, em média, há um amplo equilíbrio de género na formação universitária, em particular no que toca ao número de doutorados. No entanto, a distribuição de profissionais graduados pelas diferentes áreas científicas é desigual e demonstra ainda a persistência de estereótipos de género, que é especialmente forte nas áreas das engenharias e tecnologias de informação e comunicação.

Existe ainda um longo caminho a percorrer para alcançarmos o equilíbrio de género num futuro próximo e potenciar todos os talentos, de homens e mulheres, disponíveis para dar respostas aos grandes desafios da sociedade.

 


 

Partilhe a sua visita ao Pavilhão do Conhecimento nas redes sociais.

Use as hashtags #pavilhaodoconhecimento · #cienciaviva · #diadasmulheres · #portugalmaisigual

 


dias das mulheres logos

O Pavilhão do Conhecimento é membro de:

rede logo
ecsite logo
eusea logo
astc logo
turismo logo
icom logo


Newsletter


Inscreva-se Inscreva-se

icom logo

icom logo