PAVILHÃO DO CONHECIMENTO
CIÊNCIA VIVA
REDE CENTROS CIÊNCIA VIVA
facebookfacebookfacebook
louva a deus

Louva-a-Deus

O louva-a-deus fêmea é uma parceira perigosa. O macho é mais pequeno e quando acasalam, ela pode tentar comê-lo. O louva-a-deus é um predador paciente e geralmente passa horas à espera de uma vítima, unindo as patas dianteiras, como se estivesse a rezar. Os seus enormes olhos permitem-lhe detectar a aproximação das presas em quase todas as direcções. Mal as apanha ao seu alcance, ataca com rapidez fatal, aprisionando a vítima com as suas patas dianteiras serrilhadas. As suas fortes mandíbulas esmagam qualquer carapaça, por muito dura que seja.

 

Olhos: enormes olhos compostos, permitem-lhe uma visão de quase 360 graus.

Palpos: usados para provar o alimento.

Ouvido: os mantídeos como o louva-a-deus são os únicos animais que possuem um ouvido único que fica localizado no tórax.

Pescoço flexível: aumenta o campo de visão.

Mandíbulas: extensíveis para mastigar a presa.

Patas dianteiras espinhosas: agarram com extrema rapidez e imobilizam o cliente mais escorregadio.

Patas: deixam a “posição de rezar” quando estão em descanso

Camuflagem: pela sua coloração confundem-se com a vegetação.

 

Canibais: as crias de louva-a-deus caçam assim que nascem. Chegam a comer-se umas às outras!

Ovos: eclodem até 200 de cada vez (os ovos encontram-se colados uns aos outros formando uma ooteca).

Apaixonado: mesmo depois de decapitado, o louva-a-deus macho pode continuar a acasalar!

Ouvido: as louva-a-deus são o único animal com um só ouvido.

Disfarce: algumas espécies são tão coloridas, que parecem as flores em que vivem.

Carnívoras: só comem presas vivas, geralmente outros insectos (e por vezes, o parceiro!)

Espécies: cerca de 2 mil, geralmente encontradas em países quentes e tropicais.

Mitos e lendas: os gregos antigos acreditavam que o louva-a-deus tinha poderes sobrenaturais. O seu nome vem do grego “adivinho”.

Metamorfose incompleta: ovo, ninfa, adulto