PAVILHÃO DO CONHECIMENTO
CIÊNCIA VIVA
REDE CENTROS CIÊNCIA VIVA
facebookfacebookfacebook
formiga

Formiga

Há formigas em todas as partes do mundo. Aquelas que melhor conhecemos são a formiga vermelha, a preta e a da madeira, mas nos trópicos existem também cortadoras-de-folhas, soldados e formigas-das-árvores, entre muitas outras.

A formiga-da-madeira é agora mais rara pois o seu habitat está a desaparecer.

As formigas são seres extremamente sociais. Trabalham em grupo e, pelo seu funcionamento, assemelham-se mais a um único e gigantesco organismo do que a um conjunto de indivíduos.

 

Olhos: não focam bem, são mais sensíveis à luz e ao movimento.

Antenas: altamente sensíveis a “odores” químicos; servem para “falar” e “ver”.

Sistema de Defesa: pulverizam os inimigos com ácido fórmico.

Mandíbulas poderosas: transportam cargas pesadas e dão dentadas dolorosas.

Patas leves: podem andar até 300 metros para encontrar comida. Para nós, equivale a ir fazer compras a 60 km de casa!

Patas: 6 (3 pares), por serem insectos.

Exoesqueleto: os insectos têm uma carapaça endurecida.

Corpo: cabeça, tórax, abdómen [a indicar por setas].

Pelos: pelos sensíveis ao toque e ao ar, cobrem todo o corpo.

Larva: transportada por formiga obreira.

 

Lavradeiras e jardineiras: as formigas-cortadoras-de-folhas colhem folhas que recortam à medida dos seus ninhos para criar jardins especiais onde cultivam os fungos de que se alimentam.

Alimentos de formiga: sementes, melaço, insectos, néctar, fungos.

Espécies: cerca de 10 mil conhecidas.

Colónias: geralmente têm uma ou mais rainhas, machos [alados, para acasalar com a rainha (e depois morrer!)] e obreiras (todas fêmeas estéreis).

Trabalho: as formigas são, na sua maioria, obreiras e trabalham em conjunto para servir a rainha e cuidar das larvas. Além disso, recolhem comida e tratam da manutenção do formigueiro.

Força: conseguem levantar 7 vezes o seu próprio peso. É como se um homem levantasse um carro com os dentes!

Formigueiros: têm muitas câmaras com diferentes utilizações, creches, maternidades, jardins. Chegam a albergar 3 milhões de indivíduos. Há até formigueiros com “ar condicionado”.

Rainha: acasala uma única vez e armazena o esperma que usa até morrer. Depois arranca as asas com os dentes e prepara-se para a postura.

Na estrada: As formigas marcam o seu percurso com substâncias químicas e através do olfacto as outras obreiras conseguem segui-lo.

Metamorfose completa: ovo, larva, pupa e adulto.