facebookfacebookfacebook

O Pavilhão do Conhecimento é um dos locais preferidos dos turistas de todo o mundo.

Trip Advisor

Conheça o programa Ciência Viva.

Logo Ciência Viva

Já visitou os Centros Ciência Viva?
Descubra onde estão.

Logo Ciência Viva

Descubra este projecto inovador.

Escola Ciência Viva

Corpo Imagem

O Pavilhão do Conhecimento-Ciência Viva inaugurou no dia 12 de Fevereiro a exposição Corpo Imagem. Através de imagem, vídeo e música original, esta exposição reúne uma série de imagens do corpo humano dos últimos 150 anos, desde os desenhos dos anatomistas do século XIX até às mais recentes imagens que a ciência é capaz de produzir.

A exposição está dividida em três momentos:

Corpo Paisagem, o primeiro, abrange o século XIX e as primeiras décadas do século XX. Incide sobre o desenho artístico, científico e anatómico, a técnica dominante numa época em que o anatomista e o artista tinham como únicos instrumentos de observação o carvão e o lápis.

Corpo Fragmento, o segundo momento, é relativo aos finais do século XIX e século XX e marcado pela fotografia e pelo raio X, que vieram revolucionar o conhecimento médico e a representação pictórica do corpo.

Corpo Algoritmo, o terceiro, compreende o final do século XX e o século XXI. Neste espaço os visitantes poderão observar imagens do corpo produzidas por computador a partir de dados numéricos recolhidos por técnicas imagiológicas sofisticadas, como a ecografia 3D ou a ressonância magnética nuclear funcional.

Corpo Imagem é uma exposição promovida pela Ciência Viva em colaboração com o Centro de Filosofia das Ciências da Universidade de Lisboa e enquadra-se no projecto A Imagem na Ciência e na Arte, da Fundação para a Ciência e Tecnologia. Na origem da mostra está o estudo do espólio dos desenhos anatómicos e fotografia científica do Museu de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa em paralelo com o espólio de desenho antigo da Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa.

Esta exposição estará patente no Pavilhão do Conhecimento até 27 de Março.

Esperamos a sua visita!

PROGRAMA Sábado, 12 de Março

16h30 – Performance do bailarino Pedro Ramos à volta de um pêndulo caótico.

17h00 – Conversa corpo FRAGMENTO

Fabulosas Raças de Humanóides: Monstros e Robôs

Porfírio Silva, Instituto de Sistemas e Robótica, Pólo do Instituto Superior Técnico.

As raças fabulosas do Oriente povoavam o imaginário do Ocidente medieval. As crenças fantásticas em figuras mitológicas de animais monstruosos, resultantes da união entre várias espécies (dragões, centauros, unicórnios), não desafiavam propriamente a nossa concepção de humanidade. Já os povos fabulosos, monstros humanos biológicos, colocavam muitas interrogações ao nosso estatuto na criação. Questionavam a própria fronteira da humanidade. Essas raças fabulosas de humanóides foram um espelho da nossa humanidade – e esse espelho reflectia tanto mais intensamente quanto mais essas visões se traduziam em imagens impressas, de circulação mais fácil. Hoje, há robôs humanóides a serem construídos em muitos laboratórios à volta do mundo. Robôs construídos para se parecerem ao corpo humano, à cabeça humana, à face humana. Para nos ouvirem e falarem connosco. Robôs que se espera mereçam a nossa confiança para entrarem no nosso convívio. Filhotes de robô criados e educados para fazerem parte da nossa sociedade. Qual o significado desse empreendimento? Vamos lançar estas interrogações com base nas imagens que alimentam a nossa imaginação.

CV de Porfírio Silva: Doutorado em Filosofia das Ciências pela Universidade de Lisboa, com uma tese sobre As ciências do artificial como ciências do humano, é actualmente investigador de pós-doutoramento no Instituto de Sistemas e Robótica, pólo do Instituto Superior Técnico. No ISR/IST participa no laboratório onde se concentra a investigação em robótica colectiva, estando a contribuir especificamente para o desenvolvimento de uma nova abordagem ao projecto de sistemas de controlo de múltiplos robôs, que tem sido designada por “Robótica Institucionalista” (inspirada em certos conceitos da economia, das ciências sociais e da filosofia). Tem sido o organizador, no ISR/IST, dos ciclos multidisciplinares de conferências com o título genérico “as Sociedades Humanas às Sociedades Artificiais, cuja terceira edição terá lugar em 2011.

Fotografias exposição CorpoImagem - 2011