PAVILHÃO DO CONHECIMENTO
CIÊNCIA VIVA
REDE CENTROS CIÊNCIA VIVA
facebookfacebookfacebookyoutubevimeo

O Pavilhão do Conhecimento é um dos locais preferidos dos turistas de todo o mundo.

Trip Advisor

Conheça o programa Ciência Viva.

Logo Ciência Viva

Já visitou os Centros Ciência Viva?
Descubra onde estão.

Logo Ciência Viva

Descubra este projecto inovador.

Escola Ciência Viva

Dóing - Exposição permanente


    DÓING - oficina aumentada” é o novo espaço do Pavilhão do Conhecimento Ciência Viva. Abriu as portas pela primeira vez a 25 de julho, dia do 14º aniversário do Pavilhão, e não tem data para fechar. 

    Inspirada no The Tinkering Studio1 do Exploratorium de San Francisco e com uma boa dose de influência do movimento maker 2 e da cultura do-it-yourself, a Dóing é uma oficina, um ateliê de costura, um estúdio de prototipagem, uma pista de lançamento de grandes ideias...

    Não se trata de uma exposição. É um espaço para criar, fazer, experimentar, construir e partilhar, onde tentativa e erro se conjugam de forma divertida e inspiradora. São mais de 500 m2 de actividades para makers, curiosos e engenhosos, nerds e geeks, pequenos com grande lata e grandes com pequenas pancadas.

    A Dóing divide-se em duas áreas. A área Tinkering contém actividades abertas que nos fazem pensar com as mãos, levando-nos a contornar obstáculos e superar-nos a nós mesmos. Os desafios são diversos: explorar circuitos eléctricos, construir aviões de papel e testar a sua aerodinâmica, criar percursos para que um berlinde se desloque entre dois pontos da forma mais rápida, mais lenta ou qualquer outro desafio a que o visitante se proponha. É um espaço de inovação e criatividade destinado a escolas e famílias.

    A área Maker é um espaço de produção, onde os visitantes podem desenvolver os seus próprios projectos. Desde a construção de peças de roupa e joalharia com componentes electrónicos, à impressão de objectos com impressoras 3D, passando pela fabricação de pequenos gadgets, este é um espaço onde as ideias ganham forma.

    As áreas serão dinamizadas com actividades e workshops regulares em colaboração com artistas, investigadores e artesãos, combinando arte, ciência e tecnologia.


    Tinkering significa reparar, manipular e construir de forma não especializada, através da experimentação. 

    O movimento maker enquadra-se na cultura do-it-yourself, com especial interesse nas novas tecnologias como a robótica, a electrónica e a fabricação digital.


     


    ACTIVIDADES PERMANENTES
     

    Circuitos eléctricos

    Há quem chore lágrimas de crocodilo e há quem pense com garra de crocodilo. Há ideias que fazem pling! e outras que fazem buzz!

    Usa baterias, lâmpadas, campainhas e interruptores para construir circuitos eléctricos à tua vontade. Os crocodilos não mordem!

     

     

    Máquinas de rabiscos

    Máquinas impulsivas com uma veia artística, umas de temperamento mais eléctrico, outras de comportamento mais mecânico. Schcraft, schcraft...

    Uma máquina de rabiscos é uma engenhoca feita de molas de roupa, elásticos e carretéis de linha que se move deixando uma marca. Consegues alterar o temperamento do artista e criar obras com diferentes estilos? 

     

    Aviões de papel

    Autorização de descolagem... Percurso fechado, loops, voo planado, ups!

    Até onde se pode inovar na construção de um avião de papel? Não faltam modelos por aí, mas muitos ainda estão por ser inventados. Constrói um avião que voe mais rápido, que plane mais tempo, que dê mais loops ou que cai mesmo junto aos teus pés. O alvo és tu que escolhes.

     

     

    Pinturas com luz

    Brilhante, até o Picasso fez!

    Com uma pequena lanterna Picasso fazia desenhos de luz no ar que ficavam registados por uma máquina fotográfica com baixa velocidade de obturação. Nós substituímos a máquina fotográfica por uma câmara digital e tu substituis o Picasso. O espaço escuro é a “tela de pintura” e não há pincéis para lavar! 

     

     

     

    Máquinas de berlindes

    Pling, póing, tung! É como se fosse um parque de diversões para berlindes.

    Constrói uma pista para berlindes com calhas, funis, tubos de PVC e o que mais te vier à cabeça e estiver à mão. A ideia é fazer com que o berlinde vá daqui para ali... Tenta fazer um loop, criar um elevador que transporte o berlinde para o topo da placa ou usar vários berlindes para reacções em cadeia mais complexas.

     

    Tubos de vento

    Porque gostamos tanto de ver coisinhas a voar?

    Cria um objecto que flutue no tubo de vento, que voe mais alto, que rodopie sem parar... Cestas de morango, palhinhas, bolas de ping-pong, pedaços de espuma, tudo se transforma em arte aérea. 

     

    oficina_doing_lateral

    D_lateral

    G_lateral

    I_lateral

    doing_lateral5

    doing_lateral6

    doing_lateral7

    doing_lateral8

    doing_lateral9

    doing_lateral10

    doing_lateral11